Trabalhadores do setor de asseio e conservação recebem reajuste salarial de 7,65%

O Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Rio Grande do Sul (SINDASSEIO RS) divulgou nesta terça-feira, 16 de janeiro, a circular que trata da Convenção Coletiva de 2024. O acordo coletivo foi firmado após período de negociação entre o Sindicato e a Federação dos Trabalhadores em Asseio e Conservação, Limpeza Urbana e em Geral, Ambiental, Áreas Verdes, Zeladorias e Serviços Terceirizados no Estado do Rio Grande do Sul (FEEAC), que representa sete sindicatos de trabalhadores do setor.

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para 2024, celebrada pelas entidades sindicais em 14 de dezembro de 2023, foi comunicada ao Ministério do Trabalho e Emprego ainda em dezembro. O acordo coletivo garante reajuste salarial, auxílio-alimentação, renovação do plano de benefício social, adicional de insalubridade em grau máximo, entre outros benefícios.

O reajuste salarial a todos os trabalhadores é de 7,65% e o salário normativo geral passa a ser de R$ 1.540,51. Também foram reajustados o auxílio-alimentação, que passa para R$ 23,68 para carga de trabalho acima de 6 horas, e o auxílio-lanche, que agora é de R$ 11,84 para todas as cargas de trabalho de seis ou menos horas. A CCT renovou, ainda, o Plano de Benefício Social com a manutenção das cláusulas e inserção de novos benefícios, como o Auxílio Babá (substituto da creche), que passou a ter seis parcelas.

Mais uma conquista presente na CCT de 2024 é o adicional de insalubridade em grau máximo de 40% para empregados lotados nas atividades de operação de limpeza urbana.

A presidente do SINDASSEIO RS, Adriana Maia Melo, considerou a CCT 2024 um avanço na relação capital-trabalho. “Estamos conseguindo manter conquistas já consolidadas e crescer em outros pontos. Isso é muito bom para todos.”